Sábado, 26 de Novembro de 2011

Ser ou não ser…não é treta nenhuma!!!

 

 

 

SER e ESTAR? E o que é a consciência?

 

Ser consciente não significa o mesmo que Estar consciente.

 

Ser consciente refere-se à nossa maneira de existir no mundo. Está relacionado com a forma como conduzimos nossa vida e, especialmente, às ligações emocionais que estabelecemos com as pessoas e as coisas no nosso dia a dia.

 

Estar consciente é ter ciência e capacidade de raciocinar e de processar os factos que vivenciamos bem como, nossas reações físicas e mentais.

 

Estar consciente significa estar atento aos próprios pensamentos e aos sentimentos e emoções que determinam nossos comportamentos e atitudes, no exacto momento em que elas acontecem. Sem Estarmos conscientes, não assumimos a nossa auto responsabilidade, não reconhecemos o que temos que mudar em nós, não nos aceitamos como somos e, portanto, não mudamos. O Não Estar consciente inviabiliza o Ser consciente, e cria um círculo vicioso que simplesmente mantem a confusão, o stresse, o medo, a dor e o sofrimento.

 

Existem  formas de Ser, de uma extrema emotividade que necessitam ser o centro das atenções, adoptando qualquer meio para atingir os seus fins. Exercitam ao longo do tempo discursos convincentes que impressionam as pessoas a quem se dirigem e muda de tema para tema conforme a pessoa, sempre convincentemente declamando, mesmo na maior das mentiras. Cada pessoa a quem se dirigem, sempre uma mudança radical de postura e discurso, numa forma exageradamente emotiva e atraente.

Na verdade, soberbos actores teatrais no palco da vida. No entanto, de uma fraca personalidade, facilmente influenciáveis, especialmente pelos que têm características semelhantes, e deixam-se também influenciar muito facilmente pelas circunstâncias que lhes convêm.

 

Facilmente representam um grande amor mesmo que nada sintam. Relações são facilmente atraídas, e neste campo a faceta teatral pode ir do deslumbramento do mais feliz enamoramento, aos tremendos conflitos que mascara com desesperos dignos da mais profunda compaixão. Mas a dificuldade que têm é imensa, sendo quase impossível lidar com a sua própria identidade, porque eles confundem todos os que querem confundir, sem se aperceber que estão a confundir-se cada vez mais a eles próprios.

 

Perderam ao longo da caminhada a consciência do Ser! Na procura de atenção, da saída da monotonia,  da angustia,  da ansiedade, da solidão, torna-se num comportamento manipulador e alteração rápida de emoções. Têm uma real tendência para serem impulsivos, superficiais, ousados, sedutores e manipuladores, são manipuladores para obterem galanteios, mimos e afectos.

 

Parecem Estar... numa constante e firme vontade de atrair as atenções, em atitudes sempre emotivas e convincentes...

 

Será que são mais felizes estes seres com estar forma de Ser?!...

publicado por Sempre seriamente na boa às 17:49
link do post | comentar | favorito

.Lis

.Novembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Eu Sou mas...

. Rio de Frades e Minas de ...

. Pensamento Positivo

. Ser ou não ser…não é tret...

. Sátira de causas e efeito...

. Felicidade a dois

. Confiar

. Palavras para ti

. Momentos

. Discriminação

.arquivos

. Novembro 2014

. Setembro 2014

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

.tags

. metro(1)

. síndrome de asperger(1)

. todas as tags